"URBAN SKETCHING" VOLTA A RETRATAR O CONCELHO DE TORRES VEDRAS

25 de setembro de 2019

O concelho de Torres Vedras acolherá entre os dias 4 e 6 de outubro o seu 5.º Encontro Internacional de Desenho de Rua, o qual terá como tema "Água e o Território".

Do evento constará um conjunto de oficinas de desenho de rua, por meio das quais, para além de se explorar técnicas e formas de observar distintas, dar-se-á a conhecer a realidade física e social do território torriense. Os lugares a desenhar serão estrategicamente selecionados, tendo como ponto de partida o tema escolhido: rios; termas; azenhas; e fontes.

Paralelamente, estão previstas conferências e um conjunto de tertúlias temáticas, que serão registadas através dos desenhos dos participantes. À semelhança das edições anteriores da iniciativa, está prevista a participação de escolas.

Este encontro constituir-se-á, uma vez mais, como um momento privilegiado de intercâmbio entre desenhadores de Portugal, Espanha e Brasil.

De referir, a propósito desta atividade, que o desenho urbano/urban sketching, é neste momento, um fenómeno de dimensão mundial, atraindo, a cada dia que passa, um maior número de pessoas que através do desenho vão registando nos seus cadernos, os lugares e os acontecimentos do quotidiano.

Torres Vedras tem-se afirmado como um destino preferencial dos urban sketchers, os quais são atraídos pela variedade e riqueza do seu património cultural e natural, mas também pela sua gastronomia, ou pela forma como são acolhidos.

O programa do 5.º Encontro Internacional de Desenho de Rua é o seguinte:



4 de outubro

9h00 | Credenciação/receção aos participantes

Local: Centro de Educação Ambiental, Parque Verde da Várzea

10h00 | Boas vindas: Apresentação do trabalho do Centro de Educação Ambiental

10h30 | Desenho livre

Local:  Centro de Educação Ambiental e Parque Verde da Várzea

12h00 | Apresentação da oficina dos formadores Luis Miguel Franco e Joel Venceslau

Local: Centro de Educação Ambiental

13h00 | Almoço livre

14h30 | 1.ª Oficina de Desenho de Rua – Percurso Desenhado

Local: Do Castelo, à Praça do Município

Formadores: Luis Miguel Frasco (PT) e Joel Venceslau (BR)

17h30 | Partilha de desenhos e foto de grupo (receção oficial)

Local: Praça do Município

18h00 | Inauguração da exposição do Coletivo Brasil 2019

Local: Paços - Galeria Municipal, Praça do Município

Jantar livre

21h00 | Desenhos/Tertúlia – Desenho livre -  Fábrica Pastéis de Feijão Benjamim

Local: Centro Histórico – Rua Almirante Gago Coutinho, n.º 4


5 de outubro

9h00 | Credenciação/receção aos participantes

Local: Centro Histórico - Porta 5 – Rua Guilherme Gomes Fernandes

10h00 | Conferências – Apresentação dos formadores

Local: Auditório - Paços do Concelho, Praça do Município

12h00 | Apresentação do livro de desenho de Simon Taylor (BR) – A Caricatura da Arquitetura

13h00 | Almoço – Assenta

15h00 | 2.ª Oficina de Desenho de Rua

Local: Da Assenta, à Foz do Sizandro

Formadores: Anabela Ferreira (PT) e Joel Venceslau (BR)

18h00 | Partilha de desenhos e foto de grupo

Local: Assenta (atuação do rancho folclórico da Azenha Velha)

19h00 | Regresso a Torres Vedras

21h00 | Tertúlia – Desenho livre -  ILU - Desenhar o espetáculo da Performact 


6 de outubro

9h30 | Partida para Porto Novo

10h00 | 3.ª Oficina de Desenho de Rua

Local: Porto Novo

Formadores: Teresa Ruivo (PT) e Fabiano Vianna (ES)

12h30 | Partilha de desenhos e foto de grupo

13h00 | Almoço – local a definir

14h30 | Partida para A dos Cunhados

15h00 | 5.ª Oficina de Desenho de Rua

Local: A dos Cunhados - Azenha da Pró-memória

Formadores: Joaquim Espadaneira (PT) e Charo Suelves (ES)

17h30 | Partilha de desenhos e foto de grupo

18h00 | Lanche de encerramento com momento musical a cargo dos Sons do Barro

19h00 | Regresso a Torres Vedras

 

Informações: 261 320 749 ou cultura@cm-tvedras.pt

 

A exposição do Coletivo Brasil 2019, incluída na programação deste 5.º Encontro Internacional de Desenho de Rua, estará patente até 26 de outubro. Esta mostra de artes visuais incluirá trabalhos da autoria de Agenor Martins, Angela Leite, Carmen Vieira, Chico Silva, Claudio Westphalen, Eloísa Marques (elÔ), Fausto Fernandez, Marcus Marchi Jr., Paulo Moreira, R. Ghirotto, Ubirajara Júnior e Uiliam José.

 

Aquando da inauguração desta exposição serão inauguradas outras duas em simultâneo, as quais estão relacionadas com o "Arte ao Centro", iniciativa em que se inclui o 5.º Encontro Internacional de Desenho de Rua.

Uma delas é a exposição de fotografias de Marilda Suzha Agô! À Flor da Pele.

 

 

asda

 

 

Segundo Luana Antunes Costa, este ensaio fotográfico “abre os caminhos para o olhar encontrar e reconhecer o universo cultural, histórico e social afro-brasileiro, pelos ritos sagrados em homenagem à Rainha do Mar, Iemanjá. No território sagrado dos terreiros, das rodas, dos batuques, os orixás, entidades espirituais africanas, (re)afirmam e (re)atualizam a existência de seus povos e suas culturas, já reinventadas, no chão do Brasil, pelos fios de missangas coloridas, pelos temperos e preparo das comidas, pelas folhas e flores, pela dança, pelo toque do tambor, pelos cantos, nas línguas ancestrais. Afetuosamente, a sua arte sulca os percursos de Iemanjá, recorda a história das suas águas e do seu povo, da travessia do antigo rio nigeriano às ondas dos mares afro-índios. No caminho, Suzhá pede passagem, saúda o acontecimento da vida, como quem diz com o olhar: Agô!”.

Esta exposição, que tal como a do Coletivo Brasil 2019, conta com a curadoria de Lauro Monteiro, estará igualmente patente até 26 de outubro.

 

 

asda

 

 

Também no dia 4 de outubro pelas 18h, igualmente na Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras, será inaugurada uma exposição de pintura a aguarela da autoria de António Bártolo intitulada Do meu ponto de vista.

Segundo refere o autor a propósito desta mostra, a mesma constitui-se como “uma exposição onde apresento trabalhos recentes, com os quais partilho o meu olhar sobre lugares ou coisas comuns do meu cotidiano e de lugares que me são muito queridos e permanentes no meu coração.

Alguns desses olhares são imediatos, nasceram de sensações, jogos de luz, formas e emoções instantâneas.

Outros são fruto de reflexões, temas repetidamente vistos e visitas sentidas e inspiradoras.

Outros, ainda, são revelações de um espaço pessoal, que traduzo com gestos intuitivos, deixando surgir formas, cores, ambientes… que acalentam e tranquilizam a minha alma”. 

Do meu ponto de vista estará patente na Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras até 16 de novembro.