VIDA E LEGADO DE PADRE FRANCISCO SOARES APRESENTADOS EM BROCHURA

6 de maio de 2019

A brochura Padre Francisco Soares, o Patrono da Escola Básica 2, 3 Padre Francisco Soares foi apresentada na passada sexta-feira, 3 de maio, no auditório do Edifício Paços do Concelho. A publicação, que aborda vários aspetos da vida e legado desta personalidade, resultou de uma parceria entre o Município de Torres Vedras e o Agrupamento de Escolas Madeira Torres, ao qual pertence a Escola Básica 2, 3 Padre Francisco Soares.

Segundo a vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Torres Vedras, Ana Umbelino, “esta parceria valoriza o capital de que as escolas enquanto espaços de produção de conhecimento são detentoras e evidencia a inextricável relação entre cultura e educação”. A autarca destacou ainda que a criação da coleção em que se insere esta obra “reconhece o valor inestimável do conhecimento da história na sociedade contemporânea”. 

A diretora do Agrupamento de Escolas Madeira Torres, Rita Sammer, deu nota de que acredita que esta é uma obra “importante para a construção da identidade da Escola Padre Francisco Soares”, identidade essa que considera “importante para o reforço do sentimento de pertença”.

Na ocasião esteve também presente o autor da publicação, Joaquim Moedas Duarte, que esclareceu que o objetivo desta publicação “evocativa de um torriense ilustre no campo da filosofia e da ciência no século XVII” é ser “um instrumento útil para os professores, alunos e encarregados de educação que constituem a comunidade da Escola Básica 2,3 Padre Francisco Soares ”.

A apresentação contou ainda com a intervenção do professor universitário e físico, Carlos Fiolhais, que contextualizou a vida e o trabalho de Francisco Soares naquilo que era a ciência no seu tempo.

Recorde-se que Francisco Soares de Alarcão nasceu em Torres Vedras em 1605 e dedicou-se, desde muito jovem, à vida religiosa. Doutorado em Teologia, foi docente de Filosofia em Coimbra e, mais tarde, reitor da Universidade de Évora, cargo para o qual foi nomeado em 1657.

A obra apresentada insere-se numa coleção de obras publicadas pela Câmara Municipal de Torres Vedras que elege como protagonistas os patronos das escolas do Concelho. O Padre Francisco Soares junta-se, agora, a Manoel Agostinho Madeira Torres, a José Félix Henriques Nogueira e a São Gonçalo de Lagos.

 

 

CMTV - Comunicar