CDS Odivelas e Deputada Ana Rita Bessa alertam para o risco das coberturas de fibrocimento na Escola Secundária de Odivelas e Escola EB 2/3 Avelar Brotero

25 de junho de 2019

A Comissão Política Concelhia de Odivelas do CDS-PP esteve hoje, dia 25 de Junho, em visita institucional à sede do maior Agrupamento de Escolas do Concelho de Odivelas (constituído por 8 instituições de ensino público e cerca de 3000 alunos)- Agrupamento de Escolas Adelaide Cabette (sediado na Escola Secundaria de Odivelas, acompanhado pela Deputada Ana Rita Bessa (Coordenadora do CDS-PP na Comissão de Educação e Ciência da Assembleia Da República De Portugal) para avaliar o estado de manutenção do edificado e as condições de funcionamento da instituição de ensino secundário do referido Agrupamento. Fomos recebidos pela Direção Executiva do Agrupamento, na pessoa do Prof. Rui Almeida (Diretor) e do Prof. Jorge Dias (Subdiretor), e pela APEEESO- Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Secundária de Odivelas, na pessoa do Prof. Desirée Turpin. Sinalizamos como principais problemas infraestruturais do edificado a manutenção do telhado em fibrocimento do pavilhão desportivo ao qual faltam já algumas placas que voaram com a pressão exercida pelo vento e as múltiplas infiltrações visíveis naquele equipamento desportivo, assim como o estado de degradação da cobertura de cimento que liga os pavilhões de aulas da Escola Secundária Odivelas. Por último, o Presidente do CDS Odivelas, João Pedro Galhofo, teve ainda oportunidade de trocar impressões com a Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas Adelaide Cabette (Odivelas), Prof.ª Cidália Lopes, sobre os problemas do maior Agrupamento de Escolas de Odivelas, os quais serão brevemente analisados e tratados pelo Grupo Parlamentar do CDS-PP.

A Deputada Ana Rita Bessa havia já visitado em monento anterior a Escola EB 2/3 Avelar Brotero a convite do CDS Odivelas, tendo alertado em sede Comissão de Educação e Ciência da AR o atual Ministro da Educação para a necessidade de substituição urgente da cobertura de fibrocimento do pavilhão desportivo da referida insittuição de ensino básico, o qual, apesar das obras de intervenção realizadas pelo Ministério da Educação em 2017, permanece sem ter sido substitituído por outro material menos lesivo para a saúde pública dos alunos que praticam actividade física naquela Escola. Pela mesma ordem de razão, conlui-se que o mesmo sucede na Escola Secundária de Odivelas, na qual a cobertura de fibrocimento do pavilhão desportivo, quando submetida a altas temperaturas atmosféricas, solta pequenas partículas de amianto num espaço onde mais de 1200 crianças e jovens praticam diariamente desporto escolar em condições absolutamente inaceitáveis e altamente prejudiciais para a sua saúde.

Junto anexamos foto da Comitiva do CDS Odivelas em visita ao Agrup. Escolas Adelaide Cabette e da cobertura de fibrocimento do pavilhão desportivo da Escola Secundária de Odivelas.
Sílvia Trinta Coelho
Vogal da Educação do CDS Odivelas