NOVA ASSOCIAÇÃO LIGADA À SAÚDE

16 de julho de 2019

COMUNICADO

Vimos junto de V. Exª dar conhecimento da constituição, em 17 de Maio p.p., por
escritura pública, de A CAUSA – Associação de Cidadãos Amigos da Unidade de Saúde
Arandis, em Torres Vedras, a qual pretende contribuir para a participação activa dos cidadãos na
melhoria das condições de saúde da comunidade.
Tem como Missão “desenvolver a sua acção junto da USF Arandis, colaborando com
os órgãos de representação e os respectivos serviços, visando a melhoria do nível de saúde e o
bem-estar dos utentes”.
Podem ser associadas todas as pessoas que se mostrem interessadas em aderir aos
princípios, objectivos e finalidades da Associação, estejam ou não abrangidas pela USF Arandis.

São Objetivos estatutários desta Associação:

a) Promover e apoiar iniciativas de carácter cultural e social, que visem a criação
de melhores condições de acesso ao direito à saúde dos doentes, e de todos os utentes
da USF Arandis;
b) Participar, como órgão consultivo, na definição das orientações da política
de saúde da USF Arandis;
c) Colaborar num serviço de voluntariado, tendo em vista o apoio humanitário ao utente
carenciado;
d) Colaborar com todas as pessoas singulares ou colectivas, com vista ao máximo
aproveitamento de todas as potencialidades tendentes à melhoria do nível de saúde.

A constituição desta Associação é, assim, uma resposta às condições legais criadas pelo
Estado para que os cidadãos possam participar activamente na definição das políticas de saúde
junto da administração central, regional e local. Assim, no quadro legal definido pela Lei nº
44/2005, de 29 de Agosto, regulamentada pela Portaria nº 525/2009, de 18 de Maio, os cidadãos
podem organizar-se em “associações de defesa dos utentes de saúde” e mover-se num
enquadramento de direitos e deveres que lhes permite assumir um papel dinâmico e independente
nas questões da Saúde Pública.
Os direitos de participação e intervenção, consignados na lei, subentendem a existência
de cidadãos conscientes e activos, capazes de partirem da situação passiva de receptores de
serviços para a de participantes voluntários e intervenientes na definição dos cuidados de saúde.

Assumindo estes princípios, A CAUSA contribuirá para o aumento da literacia em saúde,
para o aprofundamento da participação da comunidade, para a criação de um corpo de voluntários
aptos a apoiar os cuidadores informais e para a avaliação regular dos cuidados prestados e dos
projectos de trabalho realizados.

Joaquim Moedas Duarte