Torres Vedras em destaque no Portugal Economia Social

25 de maio de 2018

Torres Vedras em destaque no Portugal Economia Social

O Município de Torres Vedras esteve em destaque na terceira edição do Portugal Economia Social – Encontro de Empreendedorismo e Inovação Social, que decorreu esta quarta e quinta-feira no Centro de Congressos de Lisboa. Torres Vedras contou com um expositor onde apresentou o trabalho desenvolvido no âmbito da Economia Social, expondo os projetos que têm vindo a ser implementados no Concelho.

O Gabinete de Apoio à Deficiência Visual, a adesão do Município à rede ROMED, a Associação Incluir +, o sistema de identificação de cores para daltónicos ColorADD – integrado nas bandeiras de praia e nos contentores de recolha seletiva de resíduos -, o Torres Vedras LabCenter, o EcoCampus e o Centro de Estudos de Economia Social, assim como os projetos ISA Património, Porta a Porta, Atitude Positiva e Sustentabilidade Alimentar Escolar foram algumas das iniciativas do Município que foram dadas a conhecer aos visitantes deste Fórum.

Sublinhe-se que Torres Vedras é uma “Autarquia + Familiarmente Responsável”, distinção atribuída pela oitava vez ao Município pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis. Por seu turno, a Rede Social de Torres Vedras atribui distinções no âmbito das boas práticas das escolas empreendedoras e sociais e da inovação social. O primeiro dia do evento contou com a presença de Ana Umbelino, vereadora do Desenvolvimento Social da Câmara Municipal de Torres Vedras.

A forte adesão dos municípios ao Portugal Economia Social marcou esta edição do fórum. Uma presença que, segundo Jorge Rocha de Matos, presidente da Fundação AIP, na sessão de abertura, mostra o trabalho que tem vindo a ser feito com o objetivo de tornar o país mais inclusivo e com mais qualidade de vida. A sessão de abertura contou com a presença de Maria Manuela Marques, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, e de António Tomás Correia, presidente do Montepio Geral – Associação Mutualista e do Grupo Montepio. Naquele momento, Maria Manuela Marques sublinhou que Portugal pode tornar-se, ainda este ano, no país do mundo com mais projetos financiados na área da Economia Social. 

Além dos expositores das autarquias e dos diversos projetos ligados ao setor, o Portugal Economia Social contou ainda com um fórum onde foram dinamizados vários painéis e mesas redondas, um espaço lounge, o “Social Innovation Shaker – Um cocktail de ideias com impacto social” e uma exposição de negócios sociais.