TORRES VEDRAS ACOLHEU O CONGRESSO EUROPEU DE ENOTURISMO

4 de julho de 2019

O Congresso Europeu de Enoturismo decorreu, nos dias 27 e 28 de junho, em Torres Vedras. Este congresso contou com 45 participantes, provenientes de Itália, Espanha, Brasil e Portugal.

Na sessão de abertura, o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, sublinhou que naquilo que é a estratégia do Município de Torres Vedras, definida no Plano Estratégico de Turismo Sustentável, em vigor até 2020, a gastronomia e os vinhos são os principais produtos turísticos contemplados. O autarca realçou ainda que em 2016 havia apenas três unidades de enoturismo no Concelho, tendo esse número subido para dez, com essas unidades a receberem, em 2018, mais de três mil visitantes, provenientes, na sua maioria, do Brasil, Japão, Inglaterra e Estados Unidos da América.

Este congresso, organizado pela  Associação Internacional do Enoturismo - AENOTUR, deu continuidade ao Congresso Ibero-Americano de Enoturismo e teve como tema “Cultura, património e vinho”.

No primeiro painel foram apresentadas as conclusões do 7º Congresso Latino-Americano de Enoturismo, seguindo-se a apresentação da Proposta da Zona Franca dos Vinhos do Brasil, da Iter Vitis Europa e da Rede Museus do Vinho. O primeiro dia terminou com uma visita unidade de enoturismo do Vale da Capucha, onde os vários participantes degustaram os vinhos deste produtor.

No dia seguinte decorreu o Wine&Senses International Workshop, com o tema “Eno Heritage. Herança e Património Vínico como forma de descobrir as regiões”, que contou com diversas apresentações, incluindo da RECEVIN. Foi depois apresentado o Programa de Ação Projeto Enoturismo Portugal, a V Conferência Mundial de Enoturismo, e os projetos Strategies for wine tourism development: for winery managers and wine tourists e Enoturismo.pt. Neste dia realizou-se também uma visita ao espaço gastronómico Vinho nas Linhas, na Feira de São Pedro.